• Ricky Duraes

CHALANA DESPEDE-SE DO RELVADO DO ESTÁDIO DA LUZ COM MILHARES A APLAUDIR

O Estádio da Luz recebeu, esta sexta-feira, um último adeus ao antigo futebolista Fernando Chalana, com a urna do antigo internacional português, que faleceu na quarta-feira, aos 63 anos, a passar pelo relvado.


Foto: Sport TV

Num evento aberto aos adeptos e que fez parte das cerimónias fúnebres do ex-jogador e treinador do Benfica, a urna com o corpo de Chalana foi colocada na entrada da grande área do topo sul, estrategicamente descaída para o lado esquerdo, zona do terreno de jogo em que o antigo número 10 das “águias” preferia atuar.


A equipa principal do Benfica fez a guarda de honra, que recebeu, em primeira instância, o presidente do Benfica Rui Costa de mão dada com a família de Fernando Chalana, antecedendo o caixão, coberto com uma bandeira do Benfica e carregado pelos ex-companheiros de equipa Toni, Shéu, Diamantino, Carlos Manuel e Humberto Coelho.


Os cerca de 3.000 adeptos fizeram-se sentir durante toda a cerimónia, entoando cânticos do clube, assim como o nome da ex-glória do clube. Nas colunas do Estádio da Luz, ecoou o hino do Benfica e foram lançadas 10 pombas brancas em homenagem ao internacional português.

No relvado estiveram presentes também a equipa principal feminina de futebol, elementos das camadas jovens de várias modalidades, os órgãos sociais do clube e algumas figuras marcantes do Benfica e do futebol português, como Abel Xavier, José Augusto, Paulo Futre e Nuno Gomes.

Do Estádio da Luz, o corpo de Fernando Chalana seguiu até ao Cemitério do Alto São João, onde serão concluídas as exéquias fúnebres, a partir das 17:30, numa cerimónia restrita à família.

A direção do Benfica decidiu retirar a camisola número 10 do plantel da equipa principal esta temporada em homenagem ao “Pequeno Genial”.

Fernando Chalana faleceu aos 63 anos de idade, jogou pelas “águias” nos anos 70 e 80 tendo representado o clube por 13 anos. Companheiro de equipa de Eusébio e Toni, foi uma das figuras do Europeu de 1984 e uma figura incontornável do futebol português.

0 comments