• Ricky Duraes

EX-AMANTE DE MULHER ENCONTRADA MORTA DENTRO DE MOCHILA NA MIRA DA POLÍCIA

Em Nova Iorque uma mulher foi morta em Queens durante o final de semana e o assunto continua a ser investigado. Polícia pede ajuda para descobrir autor do homicídio.


Continua em mistério a morte de uma mulher, em Queens, Nova Iorque, nos Estados Unidos, cujo corpo foi encontrado, este fim de semana, dentro de um saco de desporto.


A vítima Orsolya Gaal, de 51 anos, era casada e mãe de dois filhos. Na altura do incidente, o marido e o filho mais velho, de 17 anos, estavam numa viagem escolar. O mais novo estaria em casa.


Segundo dados iniciais, reportados pelo marido, e citados pelo New York Post, este teria recebido uma mensagem que indicava que a mulher estava em perigo e que a restante família seria visada em seguida.


Numa nova pista a ser investigada pelas autoridades, a polícia estará de olho num homem com quem Orsolya manteve uma relação extraconjugal, entretanto já terminada. O homem conhecia bem a casa onde esta vivia e teria até acesso ao local onde era guardada uma chave suplente da casa.


Recorde-se que a polícia acredita que o suspeito seria próximo da família uma vez que a residência onde a mulher foi morta não apresentava sinais de arrombamento. A mulher, foi esfaqueada cerca de 60 vezes à entrada de casa, num crime que a polícia considera que "não foi premeditado".


"[O suspeito] deitou um rasto de sangue durante cerca de cinco quarteirões", recorda a polícia, referindo-se ao facto de a mala, com o corpo, ter sido arrastada durante uma longo percurso.


A polícia diz que ainda espera falar com vários homens com quem a vítima teria estado a trocar mensagens antes de morrer.


Vizinhos e pessoas próximas à família dizem-se chocados com o sucedido e referem que Orsolya era uma pessoa bastante simpática e alegre, e que a família era unida e não parecia haver problemas no seio familiar.

0 comments