• Ricky Duraes

GUERRA PODE CORTAR A MEIO O CRESCIMENTO DO COMÉRCIO INTERNACIONAL


Segundo análise divulgada pela Organização Mundial do Comércio (OMC), metade do crescimento do crescimento das transações internacionais esperado para 2022 pode ser anulado devido a guerra na Ucrânia.


A guerra na Ucrânia pode anular metade do crescimento do crescimento das transações internacionais esperado para 2022, segundo uma análise divulgada nesta segunda-feira pelo secretariado da Organização Mundial do Comércio (OMC).


Segundo o documento, a crise deve reduzir o crescimento do produto económico mundial a um intervalo situado entre 3,1 e 3,7% este ano, enquanto o do comércio internacional deve situar-se entre 2,4% e 3,0%. Em outubro, a OMC estimava um crescimento das trocas em torno dos 4,7%.


“O povo ucraniano está a viver muito sofrimento e destruição, mas os custos em termos de redução das trocas e da produção vão ser sentidos provavelmente pelas populações do mundo inteiro, devido à subida dos preços dos produtos alimentares e da energia e à redução da disponibilidade das mercadoras exportadas pela Federação Russa e Ucrânia”, ainda segundo o secretariado da OMC.


Se as partes russa e ucraniana no conjunto da produção e do comércio mundiais são relativamente pequenas, estes dois Estados são importantes fornecedores de produtos essenciais, como alimentares e energéticos.


Segundo a OMC, a Federação Russa e a Ucrânia somadas representaram em 2019 cerca de 25% do milho mundial, 15% da cevada e 45% do girassol.


Por seu lado, só a Federação Russa representa 9,4% do comércio mundial de carburantes, parte que sobe para 20% no caso do gás.

0 views0 comments