• Ricky Duraes

Polícia investiga após avô e neto 'pescarem' espingardas na Flórida

Insólito na Florida. Avô e neto estavam a fazer pesca com íman e pensavam que ia recolher objetos metálicos e algumas latas de refrigerante, mas a pescaria revelou-se um pouco mais séria.


Noticias ao Minuto

Um homem e o neto não podiam acreditar nos seus olhos quando encontraram mais do que apenas sucata e latas de refrigerante durante uma viagem para fazerem pesca com íman, no fim de semana, no estado norte-americano da Flórida.


Duane Smith e o neto de 11 anos, Allen Cadwalader, estavam numa viagem de pesca magnética, a 30 de janeiro, em Homestead, um subúrbio de Miami, quando cinco minutos depois de terem chegado, o jovem apanhou duas espingardas de precisão e parafusos embrulhados em papel celofane, relatou o avô à CNN.


Era a primeira vez que faziam aquele tipo de pesca, então escolheram uma ponte com um canal perto de onde costuma fazer caminhadas, referiu ainda. A pesca magnética usa um íman forte preso a uma corda grossa na tentativa de apanhar objetos de metal que tenham ficado submersos em canais, lagos ou rios.


Duane assumiu que com esse tipo de pesca nunca se sabe o que será possível encontrar. "É como um vício em jogos de azar, não se sabe qual será a próxima jogada da 'slot machine'", disse Smith, mas, acrescentou "mais barato".


O homem é um soldado de infantaria reformado e treinado para usar armas de atirador e disse ter percebido que eram de nível militar. Estimou ainda que terão estado debaixo de água há mais de um ano pelas condições em que se encontravam. Não estavam carregadas e não foram encontradas munições.


Foram entregues à polícia de Miami-Dade e serão enviadas ao laboratório forense para serem analisadas e perceber se terão sido utilizadas em algum crime.

0 views0 comments