• Ricky Duraes

Por que é Mariupol tão importante para a estratégia de Putin?


A cidade de Mariupol encontra-se cercada por tropas russas há cerca de duas semanas. A Ucrânia rejeitou ceder, este domingo, ao ultimato da Rússia e recusa-se a entregar a cidade portuária no sudeste do país. mARIUPOL é um ponto estratégico para os interesses de Moscovo.

A Ucrânia rejeitou ceder, este domingo, ao ultimato da Rússia e recusa-se a entregar a cidade portuária de Mariupol, no sudeste do país.


A cidade de Mariupol encontra-se cercada por tropas russas há cerca de duas semanas e a situação é cada vez mais dramática.


Na sexta-feira, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que as reservas de água e alimentos na região estão a esgotar-se e praticamente nenhuma ajuda humanitária foi autorizada a entrar na área.


A população que ainda se mantém na cidade está sob bombardeamentos diários massivos e sobrevive em condições desumanas sem água, eletricidade ou alimentos.


Num comunicado divulgado esta segunda-feira, a organização não-governamental Human Rights Watch revela que as autoridades locais estimam em 3.000 o número de mortos na cidade, que terá 80% dos edifícios destruídos, sendo que estes números não são verificados.


A cidade portuária é um ponto estratégico para os interesses de Moscovo. A sua ocupação permitiria às tropas russas ligar as regiões de Donbass com a península da Crimeia. Também deixaria a Ucrânia sem um porto no Mar de Azov e permitiria à Rússia aumentar a sua ofensiva a partir do sul do país.


Através de um corredor terrestre entre o Donbass e a Crimeia, seria mais fácil para a Rússia mover tropas e bens de e para a península anexada. Agora, a península da Crimeia só está ligada à Rússia através de uma ponte.

0 comments