• Ricky Duraes

SARRABULHO NA CASA DO MINHO

A festa regressou a casa do Minho com a realização do tradicional Sarrabulho à moda de Ponte Lima. Dizem os entendidos que Sarrabulho como este não há igual e a Casa do Minho uma vez mais superou todas as expectativas com um regresso que se saúda.


O arroz de sarrabulho à moda de Ponte de Lima é um prato ancestral, podemos mesmo referir que é um ícone gastronómico nacional onde o arroz é acompanhado de enchidos e fumados. Arroz, sangue, carnes (de galinha, vaca e de porco desfiadas) respetivamente das raças minhotas e bísaro são os ingredientes essenciais desta iguaria que terá nascido em meados do século XIX, com uma receita que as gentes da terra souberam manter inalterável ao longo dos anos.

A pujança das organizações passa muito pela maneira de ser das suas gentes, e na Casa do Minho o papel dos voluntários é sempre enaltecido. Uma festa destas corresponde sempre a muito trabalho, mas é caso para dizer que quem corre por gosto realmente não cansa.

Na casa do Minho primeiro foi servido o cozido e depois a música animou os presentes preparando todas as energias para o pitéu principal. Alegres e sorridentes os comensais viveram uma tarde a fazer lembrar os velhos tempos, e mostraram também que no ponto mais minhoto de Newark a tradição continua bem presente.

Ao sabor das tradições a festa foi minhota. Os sabores do nosso contentamento estiveram uma vez mais bem presentes e a saudade essa sorriu pois com exemplos como este vale mesmo a pena dizer que com exemplos como este a nossa alma jamais será pequena.

0 comments